Pages

Notícias e Twitters

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Será que Será

Eu dúvido que a geração termica será reduzida. Peguei pesado, mas deixa eu queimar a lingua, já que estamos falando de energia térmica.

Os reservatórios do SECO até ontem dia 12 de dezembro somente tinham aumentado em 0,24%, e com alguns apagões para querbrar o galho. Hoje aqui no Rio, meu amigo, tem gente cozinhando na água e sal, nas praias.

Vamos aguardar, pois a cada dia a coisa muda. Parece que o verão de 2011 não será tão potente como o de 2010. Mas a demanda por ar condicionado, meu amigo está grande e principalmente por conta do aumento de renda e redução do valor do bem. Uma boa notícia é que os ar condicionados novos tem uma eficiência energética excelente, mas..... a carga vai pesar.


Jornais & Revistas – matéria retirada da Internet - 13/12/2010
A GAZETA - MT


Economia
Térmicas vão produzir menos
O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) determinará
na próxima semana a redução na produção de energia das
térmicas a gás natural, que hoje operam a plena carga para
garantir a segurança energética do país. "A nossa expectativa
é reduzir a geração térmica a gás dos atuais 7 mil MW médios
para algo em torno de 4,5 mil MW médios", disse o diretorgeral
do ONS, Hermes Chipp.
O desligamento de algumas usinas reflete a diminuição da
demanda deste fim do ano e o aumento da oferta a partir de
outras fontes de suprimento do sistema. Segundo o executivo,
o sistema elétrico brasileiro perdeu cerca 20 mil MW médios
nos últimos meses em razão do baixo nível dos reservatórios
(10 mil MW médios), da parada de usinas para manutenção (5
mil MW médios) e de dificuldades de transmissão na Região
Sul (5 mil MW médios).
Chipp explica que isso afetou a capacidade do sistema de
atender a demanda por energia nos horários de pico, exigindo
o despacho das termelétricas a gás natural. "Por conta da
falta de chuvas, a fase dois de Tucuruí está parada",
exemplificou o diretor-geral do ONS. Nos últimos dias, porém,
o operador registrou o retorno da térmica nuclear Angra 2 e da
usina Campos Novos ao sistema, assim como a entrada em
operação da termelétrica a carvão Candiota 3 e a redução das
restrições operacionais da malha de transmissão no Paraná.
Esses fatores, aliado à redução tradicional da demanda
industrial por conta do fim do ano, dão a segurança para que o
operador comece a reduzir a geração de energia elétrica das
térmicas a gás.
Dos 7 mil MW médios produzidos pelas térmicas a gás, cerca
de 2 mil MW médios se referem às usinas em operação
segundo o critério do despacho da ordem de mérito (por
custo). Os outros 5 mil MW médios são despachados fora da
ordem de mérito -sem considerar o custo de geração.

www.videoclipping.com.br

1/1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget