Pages

Notícias e Twitters

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

E la vamos nós, Termicamente.

    • Jornal da Energia

      São Paulo, 30 de Setembro de 2010 - 13:00

    • Térmicas ficarão ligadas até novembro, afirma ONS

      • Usinas continuam gerando 7.000MWmédios diários para manter o nível dos reservatórios Da redação, com informações da Agência Rio O diretor de transmissão do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Roberto Gomes, afirmou nesta quarta-feira (29/9) que as termelétricas continuarão sendo despachadas diariamente para manter o nível dos reservatórios das hidrelétricas. O executivo informou que a geração diária dessas usinas deve permanecer na casa dos 7.000MWmédios diários até o final do período seco, em novembro. O diretor do ONS também afastou a possibilidade de racionamento de energia devido ao alto consumo aliado à falta de chuvas. Segundo Gomes, as térmicas serão mais acionadas justamente para não haver riscos de falta de suprimento para o País. O executivo do governo participou nesta quinta do 7º Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico (Enase), no Rio de Janeiro.

Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.

Guardar e Aguardar !!!

Smart Energy | Baixo nível dos reservatórios não preocupa EPE

http://www.smartenergyonline.com.br/article.php?a=359

Baixo nível dos reservatórios não preocupa EPE De acordo com Tolmasquim, com a expansão já contratada e garantida do sistema elétrico, o Brasil tem condições de crescer 7% ao ano até 2014 A recente redução no nível dos reservatórios das hidrelétricas devido ao período seco, não preocupa a Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

O presidente da EPE, Maurício Tolmasquim, afirmou nesta segunda-feira (27/09) que não há riscos para a segurança do sistema elétrico. “Graças aos investimentos que foram feitos na expansão do setor elétrico, temos hoje uma situação de total tranquilidade.

Mesmo com essas fortes taxas de crescimento da demanda e o fato de estarmos passando por uma seca no País, com os reservatórios no nível mais baixo, a situação é de tranquilidade neste ano e no ano que vem”, garantiu o executivo do governo. Tolmasquim também comentou os números da resenha mensal da EPE, que apontaram um aumento de 7,1% no consumo de energia no País em agosto. O executivo creditou a maior parte do crescimento à indústria - que registrou alta de 9,5% na demanda - com destaque para o setor de exportação. De janeiro a agosto de 2010, as indústrias voltadas para as vendas externas elevaram o consumo em 19%, quando comparado com o mesmo período do ano passado. “Em 2009, o setor voltado ao mercado exterior teve uma forte queda devido à crise internacional e à redução das importações dos países desenvolvidos. Em 2010, os setores metalúrgico, extrativo-mineral e químico vêm puxando o consumo de energia elétrica”. De acordo com Tolmasquim, com a expansão já contratada e garantida do sistema elétrico, o Brasil tem condições de crescer 7% ao ano até 2014. “A partir daí, temos o suprimento de energia garantido graças à entrada em operação das usinas hidrelétricas leiloadas, como Jirau e Santo Antônio, no Rio Madeira, e Belo Monte, no Rio Xingu. Já contratamos o equivalente a 71% da capacidade de geração necessária para os próximos 10 anos”, assegurou. Da redação, com informações da Agência Brasil

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Olha o Obama aí Gente

Minha Opnião : Térmicas

Antes do apagão de 2001 eu não me lembro de que algum dos que falavam mal da gestão da politica energética do governo FHC, defendiam que as térmicas seriam uma estratégia e/ou solução para a economia de água dos reservatórios.

Não vou aqui defender FHC e sua política energética, nem atacar aos que o atacavam. O fato é que o apagão de 2001 foi um marco na história do setor elétrico brasileiro. A decisão de empurrar goela abaixo da Petrobras as quarenta e tantas térmicas nasceu no apagão. Nos anos seguintes com grande folga de potencia as térmicas tiveram tempo para ser construídas. Muitas foram fonte de prejuízo e outras eram para inglês ver, pois não tinham gás para queimar. Não vou falar das térmicas emergências porque não suporto a dor de tanto dinheiro jogado fora e do tamanho da incompetência que foi a contratação de algo tão horrível.

Se eu fosse professor universitário com tempo para olhar para o teto, meditar, pesquisar, redigir e publicar. Eu faria um levantamento da geração térmica, com exceção da nuclear nos últimos 20 anos e simularia os últimos 10 anos, ou seja, 2000 até 2009, com a geração de energia térmica de 1990 até 1999 e verificaria como estariam os reservatórios nesta simulação. E quantas vezes nós teríamos entrado em condição de risco de apagão.

Os dados de 2000 para cá é fácil de achar estão no site do ONS, mas os de 1990 até 1999 eu nem imagino onde achar.

O que eu estou querendo dizer, é: que a pelo menos cinco anos as térmicas a combustíveis fósseis são base em conjunto com as hidrelétricas, e tem a sua "sazonalidade". Vão continuar sendo, e a necessidade vai aumentar.

A conversa de que é para economizar água dos reservatórios, não faz sentido e é para camuflar o erro no planejamento energético. Pois deveriam ter incentivando e proclamado a todos os cantos e candangos a eficiência energética seja na geração seja no uso.

Veja abaixo como estavam os reservatórios em 2009 e 2000 e o montante de geração térmica de cada respectivo ano. Não quero comparar com o ano de 2004 ou 2008, pois seria muito terrorísmo.

O argumento de que as térmicas são também utilizadas para a segurança no caso de algum raio subversivo decida derrubar parte do sistema, é válido, porém a cada dia, este argumento fica mais fraco, tendo em vista, a quantidade de km de linhas de transmissão que foram construídas para interligar as diversas regiões.

Concluindo, as térmicas a combustíveis fosseis, são BASE e pronto, economia de água é eficiência energética.





quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Apagão de Rei

O meu Rei, ligue não !!! nem durou 3 semanas.

Fonte : 08/09/2010 - CORREIO DA BAHIA - Geral

Apagão deixa um milhão de baianos
sem luz por 28 minutos


Segundo Coelba, problema foi em linha de transmissão controlada pela ONS

Redação CORREIO

Pelo menos um milhão de baianos ficaram sem energia no final da tarde desta terça-feira (7) por conta de um blecaute causado por um problema na linha de transmissão de energia, segundo informações da Coelba.
O apagão durou das 16h45 às 17h13 e atingiu 190 municípios baianos. O problema teve origem, segundo a Coelba, em uma linha que liga o norte ao sul do país. Ainda não se sabe as causas do incidente no equipamento, que é de responsabilidade do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Não se sabe se outros estados foram atingidos.

(Com informações do repórter Bruno Menezes).

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

A cada Verão uma emoção.

Eu ainda não estou vendo isso acontecer, mas é necessário aguardar mais um pouco. A decisão é recente. Por outro lado, eu, particularmente, estou muito errado, não é pouco, nem médio, é muito errado pois estou convicto que as condições dos reservatórios não são tranquilas, não. Até porque, a lei fundamental da segurança energética no Brasil é : a cada verão uma emoção. Dependendo do próximo verão a chapa pode esquentar muito e um novo racionamento pode acontecer ano que vem. Basta a economia mundial ficar patinando como está e o Brasil dos PACs empacados continuar com a demanda interna ainda reprimida sustentando o crescimento.

Fonte que peguei a notícia :
Smart Energy | Governo decide diminuir o uso de termelétricas

Governo decide diminuir o uso de termelétricas

Tal fato acontece, pois, segundo Zimmermann, o nível dos reservatórios está satisfatório, e não há risco de faltar energia.

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) decidiu nesta segunda-feira (30/08) que a geração de energia por meio de termelétricas deverá diminuir a partir da próxima semana. Segundo o ministro de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, a geração que atualmente é de 4 mil MW, vai passar para 2,5 mil MW médios. “Isso é um sinal interessante, é um sinal de tranquilidade em relação ao sistema”, explicou.

As termelétricas são utilizadas no Brasil principalmente para evitar que falte energia no País em épocas de seca, quando os reservatórios das hidrelétricas ficam mais baixos. Zimmermann assegurou que o nível dos reservatórios está satisfatório, e que não há risco de faltar energia.

De acordo com o ministro, o Sudeste está com uma média de 90% dos reservatórios cheios, o que é um bom padrão para essa época do ano. Já no Nordeste, o nível está um pouco mais baixo, mas isso não compromete a segurança do sistema, de acordo com o ministro.

“O sistema está tranquilo, operando dentro das condições, o que nos leva até a poder reduzir [o uso de termelétricas]. Vamos acompanhando como vai ser a projeção para as próximas semanas e, se for necessário, voltaremos a atuar com térmicas”, explicou.

Zimmermann afirmou também que o governo não pretende privatizar a construção e operação de usinas nucleares, ao contrário do que foi divulgado recentemente pela imprensa. “Não existe nenhum estudo, não existe nada com relação a isso”, garantiu o ministro.

Da redação, com informações da Agência Brasil

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Você Pagou, Parabéns.

EER - Você Sabia? Não !!!! Mas Pagou !!!!

E você sabe para que serve? É para a sua segurança, é para você não ter falta de energia e ficar no escuro.
  • O Encargo de Energia de Reserva (EER) é decorrente do processo de contratação desta energia e passa a ser cobrado de todos os usuários do SIN, a partir de 2009. O encargo será apurado de acordo com a Resolução Normativa da Aneel, nº 337/2008.
  • Valores 2009

    • O valor a ser recolhido de Encargo de Energia de Reserva no ano de 2009 é de R$ 31.712.233,59 (trinta e um milhões, setecentos e doze mil, duzentos e trinta e três reais e cinquenta e nove centavos).

    • Este valor está em consonância com o estabelecido no art.23 da Resolução Normativa ANEEL nº 337/2008, o qual está transcrito a seguir:Art. 23. Excepcionalmente, para o ano de 2009, os Usuários de Energia de Reserva deverão efetuar o pagamento do EER somente na Liquidação Financeira Relativa à Contratação de Energia de Reserva a ser realizada pela CCEE no mês de março do referido ano. § 1o O valor total de encargos, expresso em Reais, a ser recolhido junto aos Usuários de Energia de Reserva, na Liquidação Financeira Relativa à Contratação de Energia de Reserva de que trata o “caput”, será igual à soma de todos os pagamentos devidos aos Agentes Vendedores de Energia de Reserva que celebraram CER com início de suprimento em 2009, para o primeiro ano de suprimento do CER".


Posted from Diigo. The rest of my favorite links are here.
Ocorreu um erro neste gadget